Google+ Followers

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

The New World Order


Nos EUA a proposta de um novo plano de saúde gerou uma surpreendente resposta do povo americano, que encheu os salões das prefeituras para reclamar junto aos seus representantes no congresso. Semana passada, milhões de americanos foram a Washington para protestar contra o plano de saúde, gastos demasiado feito pelo governo federal e a perda dos direitos individuais. Ainda assim a imprensa de massa fez pouco caso desta incrível manifestação do povo americano e minimizou o número de pessoas.
No entanto, principalmente no Brasil, este plano vem sido apresentado como uma solução para todos que não tem plano de saúde, ao invés de ser apresentado como ele realmente é: controle total da saúde pelo estado, sem opção.
Enquanto isso Obama fez um pronunciamento a TV e ao congresso defendendo seu plano para tentar mudar a opinião da populacao e dos congressistas, sussitando uma reação inesperada de Joe Wilson, da Carolina do Sul. Quando Obama disse que um dos pontos polemicos, que os imigrantes ilegais nao teriam plano de saúde de graça, Wilson gritou: "voce mente".
Em uma pesquisa feita pela revista newsmax, de 105.324 pessoas que fizeram parte da pesquisa, 77% declaram nao apoiar o plano de saúde de Obama.
Eu traduzi abaixo um resumo dos principais pontos polêmicos e a página onde ele pode ser encontrado.
    Ordena ao governo auditar todos os empregados que tiverem seguro separado.
    Haverá um comite do governo que decidirá que tratamento e benefícios você terá.
   Governo irá restringir a entrada de pessoas com necessidades especiais.
   Seguro de saúde irá ser providenciado a todos imigrantes, ilegais ou não.
   Todos os imigrantes serão isentos de taxas individuais (residentes americanos irão pagar).
   Governo terá acesso em tempo real às finanças dos indivíduos e um cartão nacional de saúde será emitido.
   Governo terá acesso direto a conta bancaria para transferência eletrônica de fundos, sem outra escolha.
    Nenhuma companhia poderá processar o governo por fixar preços. Não haverá revisão judicial contra o monopólio do governo.
   O salario dos médicos será definido pelo governo.
   Todos os empregadores deverão registrar automaticamente os empregados no plano público, sem escolha.
   Governo irá reduzir serviços médicos para idosos, e pessoas de baixa renda.
   Médicos, não importa a especialidade, receberão a mesma coisa.
   Governo irá instruir em relação a opções de prolongamento da vida (living will), sem escolha.
   Governo ordena programa para finalização da vida. O governo tem a palavra em como a vida deve ser terminada.
   O governo irá decidir que nível de tratamento você terá no fim de sua vida.
  • Foto dos protesto de 12 de setembro em Washington:
Vídeo em inglês falando sobre os pontos polêmicos do plano aprovado pelo congresso americano:
http://www.youtube.com/watch?v=HcBaSP31Be8&feature=player_embedded

Congressista Joe Wilson chama Obama de mentiroso em pleno congresso:
http://www.youtube.com/watch?v=TxHKSHvMRWE&feature=player_embedded

Ron Paul, um dos poucos políticos honestos que ainda resta nos EUA, fala que os planos de saúde é apenas para o bem estar das corporações:
http://www.youtube.com/watch?v=cJA1bDlOofg&feature=player_embedded

Ron Paul fala para a CNN sobre medicina corporativa socialista:
http://www.youtube.com/watch?v=WPZxha3LyfA&feature=player_embedded

(lembrando, todos os videos estão em inglês)